expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Translate

quarta-feira, 31 de maio de 2017

Marcela-do-campo

Marcela-do-campo

Nome científico: Achyrocline satureioides.

Sinônimos populares: Marcela, macela, macelinha-do-campo, macela-do-campo.


    Foto: Daniel Carvalho Gonçalves


Ocorrência: Brasil, nas regiões Sul, Sudeste e parte do Centro-oeste.

Características: É um arbusto lenhoso de até 1,80 metro de altura, bem esgalhado, tronco acinzentado, folhas ovaladas, verdes-escuras por cima e verdes-foscas, quase brancas por baixo. flores em cachos, amarelas-creme.

Tipo de solo: Solos ácidos a semi-ácidos, bem drenados.

Uso medicinal: É anti-inflamatória, antiespasmódica, auxiliando no trato da epilepsia, analgésico poderoso, bom para nevralgias, sedativa, calmante, antidiarreica, antiviral e tônico estomacal.



    Foto: Maria do Carmo Silva


Partes usadas: Folhas e flores (secas).

Dosagem e modo de usar: De 5 a 10 gramas de flores ou folhas (secas) por um litro de água, em infusão. Beber de 3 a 5 xícaras por dia por um período de 10 dias.

Ótima saúde para todos!
Visite também nossos outros blogs:
wwwnaturezapura123.blogspot.com
wwworquideasfloresdivinas.blogspot.com
wwwpoemasesentimentos.blogspot.com
canais do you tube:
Daniel Carvalho Gonçalves
Farmácia natural: cura pelas plantas

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Inhame-branco

Inhame-branco

Nome científico: Colocasia esculenta.

Sinônimos populares: Inhame, inhame-dos-açores.


    Foto: Maria do Carmo Silva


Origem: África.

Características: É uma planta com folhas grandes, cerca de 60 centímetros, cordiformes, verdes-opacas, com talos de até 80 centímetros de altura, suculentos. O seu tubérculo é o mais conhecido e utilizado na culinária. esse tubérculo pode variar de 5 centímetros a 20 centímetros de diâmetro e apresenta-se na cor marrom-acinzentada com pequenas raízes em forma de pelo.

Tipo de solo: Gosta de solos brejosos.

Uso medicinal: É um excelente depurativo, limpando impurezas do sangue e fortificando o sistema imune e linfático.



    Foto: Daniel Carvalho Gonçalves


Partes usadas: Os tubérculos.

Dosagem e modo de usar: Como tratamento, pode ser consumido cozido, cerca de 100 gramas por dia, em jejum, durante 10 dias. Como preventivo, basta usá-lo na alimentação, normalmente.

Ótima saúde para todos!

Visite também nossos outros blogs:
wwwnaturezapura123.blogspot.com
wwwespeleologiaradical.blogspot.com
wwworquideasfloresdivinas.blogspot.com
wwwpoemasesentimentos.blogspot.com
floresplantasejardins.blogspot.com
frutasepomar.blogspot.com
you tube/ Daniel Carvalho Gonçalves
you tube / Farmácia natural: cura pelas plantas

quarta-feira, 10 de maio de 2017

Mangue

Mangue

Nome científico: Croton urucurana.

Sinônimos populares: Sangra d'água, urucuana, lucurana, sangue-da-água, sangue-de-drago e capixingui.


    Foto: Maria do Carmo Silva


Ocorrência: Brasil, principalmente em matas ciliares.

Características; É uma árvore de até 12 metros de altura, tronco liso, marrom-acinzentado, bem esgalhada, folhas cordiformes, verdes-foscas, ásperas ao tato, caducas. Flores pequenas, em cachos, brancas-amareladas. fruto minúsculo, apreciado por pássaros.

Tipo de solo: Solos férteis ou argilosos, bem drenados.

Luminosidade: Sol pleno.

Uso medicinal; Útil para estancar sangramento, ótimo cicatrizante, anti-bactericida, antiviral e antioxidante. Ativam a eliminação de células mortas ou defeituosas.



    Foto: Daniel Carvalho Gonçalves


Partes usadas: Folhas frescas ou secas.

Dosagem e modo de usar: 2 folhas por um litro de água, em infusão. Tomar de 3 a 5 xícaras por dia durante 5 dias.

Ótima saúde para todos!

Visite também nossos outros blogs:
wwwnaturezapura123.blogspot.com
wwworquideasfloresdivinas.blogspot.com
wwwpoemasesentimentos.blogspot.com
wwwespeleologiaradical.blogspot.com
floresplantasejardins.blogspot.com
frutasepomar.blogspot.com
you tube/ Daniel Carvalho Gonçalves
you tube / farmácia natural: cura pelas plantas


quinta-feira, 4 de maio de 2017

Graviola

Graviola

Nome científico: Annona muricata.

Sinônimos populares: Guanabana, guanavana, guanaba, jaca-do-pará, jaca-de-pobre, brasilian paw paw e huanaba.

Características: É uma árvore de até 7 metros de altura, bem esgalhada, tronco liso, cinza, folhas ovadas, verdes-brilhantes. O fruto é sincárpio, ou seja, é, na verdade, a reunião de vários frutos, casca rugosa, muito saboroso.


     Foto: Sandra Suely dos Reis


Origem: Antilhas.

Tipo de solo: Solo fértil, bem drenado.

Luminosidade: Sol pleno.

Uso medicinal: Antioxidante (retarda o envelhecimento das células), anticancerígeno (previne e auxilia no combate de algumas formas de câncer) Anti-inflamatório e anti-hipertensivo.

Partes usadas: As Folhas. O fruto possui pouquíssima propriedade medicinal.

Dosagem e modo de usar: 10 gramas de folhas verdes ou secas por um litro de água. Tomar de 3 a 5 xícaras por dia, se for usado como anti-inflamatório, e de 1 a 2 xícaras por dia, se for usado como preventivo de outros males.

Ótima saúde para todos!

Visite também nossos outros blogs:
wwwnaturezapura123.blogspot.com
wwworquideasfloresdivinas.blogspot.com
wwwespeleologiaradical.blogspot.com
wwwpoemasesentimentos.blogspot.com
floresplantasejardins.blogspot.com
frutasepomar.blogspot.com
you tube / Daniel Carvalho Gonçalves
you tube /Farmácia natural: cura pelas plantas