expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Translate

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Mentrasto

Mentrasto

Nome científico: Ageratum conyzoides.

Sinônimos populares: Erva-de-são-joão e catinga-de-bode.


    Foto: Maria do Carmo Silva


Ocorrência: Em praticamente todo o Brasil.

Características: É uma erva de até 60 centímetros de altura, pouco esgalhada, caule marrom-arroxeado, aveludado, folhas crenadas, ovadas, verdes-brilhantes. Flores pequenas, branco-arroxeadas.

Tipo de solo: Gosta de solos férteis, bem drenados.

Luminosidade: De meia-sombra a sol pleno.

Uso medicinal: Cólicas intestinais, diarreia e reumatismo agudo.



    Foto: Daniel Carvalho Gonçalves


Partes usadas: A parte aérea da planta.

Dosagem e modo de usar: De 5 a 10 gramas de planta por um litro de água, em infusão. Tomar de 3 a 5 xícaras por dia.
Ótima saúde para todos!

Visitem também nossos outros blogs:
wwwnaturezapura123.blogspot.com
wwworquideasfloresdivinas.blogspot.com
wwwpoemasesentimentos.blogspot.com

E canais do you tube:
Farmácia natural; cura pelas plantas
Daniel Carvalho Gonçalves

terça-feira, 13 de junho de 2017

Candeia

Candeia

Nome científico: eremanthus eythropappus ou Gochnatia polimorpha.

Sinônimos populares: Pau-de-candeia ou cambará.


              Foto: Daniel Carvalho Gonçalves


Ocorrência: Brasil, no cerrado e parte da caatinga.

Características; É uma árvore de até 15 metros de altura, bastante esgalhada, tronco semi-reto, com a casca com fibras compridas. Folhas ovaladas, opostas, verdes-foscas. Flores pequenas, em cachos, amarelas-creme.

Tipo de solo: Gosta de solos ácidos a semi-ácidos, bem drenados.


    Foto: Maria do Carmo Silva


Luminosidade: Sol pleno.

Uso medicinal: É expectorante e antiespasmódica. Usada para tratar de vômitos, contrações e cólicas abdominais, além de dores intestinais. O óleo extraído de sua madeira é utilizado na indústria cosmética.



                     Foto: Daniel Carvalho Gonçalves


Partes usadas: Folhas e entrecasca frescas.

Dosagem e modo de usar: De 10 a 15 gramas de folhas ou entrecasca por um litro de água, em infusão. Tomar de 3 a 5 xícaras por dia.
Ótima saúde para todos!

Visite também nossos outros blogs:
wwwnaturezapura123.blogspot.com
wwworquideasfloresdivinas.blogspot.com
wwwpoemasesentimentos.blogspot.com
E nossos canais no you tube:
Daniel Carvalho Gonçalves e Farmácia natural: cura pelas plantas.

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Altéia

Altéia

Nome científico: Althaea officinalis e Althaea medicamentosa.

Sinônimos populares: Malvaísco e malvarisco.


    Foto: Daniel Carvalho Gonçalves


Ocorrência: Brasil, em grande parte do seu território.

Características: É um arbusto lenhoso de até 1,5 metro de altura, reto, caule cinza-amarelado, folhas palmatilobadas, palminervadas, alternas, verdes-claras. Flor rósea, com cerca de 7 centímetros de diâmetro.

Tipo de solo: Embora ocorra com mais frequência em solos férteis, adapta-se também em solos pobres.

Luminosidade: Sol pleno.

Uso medicinal: Tosse e infecção das vias respiratórias.



    Foto: Maria do Carmo Silva


Partes usadas: Folhas e raízes.

Dosagem e modo de usar: 10 a 15 gramas de folhas por um litro de água, em infusão ou a mesma quantidade de raiz por um litro de água, em decocção. Tomar de 3 a 5 xícaras por dia. 

Observação: Se for adoçar, use açúcar mascavo, rapadura ou mel, pois não contém química industrial.

Ótima saúde para todos!

Visite também nossos outros blogs;
wwwnaturezapura123.blogspot.com
wwworquideasfloresdivinas.blogspot.com
wwwpoemasesentimentos.blogspot.com
wwwespeleologiaradical.blogspot.com
frutasepomar.blogspot.com
floresplantasejardins.blogspot.com
Canais do you tube:
Daniel Carvalho Gonçalves
Farmácia natural: cura pelas plantas.