expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Translate

terça-feira, 28 de outubro de 2014

Pimenta

Pimenta

Nome científico: Capsicum frutescens, Capsicum anuum, etc.

Sinônimos: Existem várias espécies de pimenta, entre elas a pimenta-malagueta, a pimenta-caiena, pimenta-de-tabasco, pimenta-olho-de-bode, pimenta-biquinho, etc.



    Foto: Daniel Carvalho Gonçalves


Ocorrência: A maioria das pimentas são originárias do México ou da Índia, mas muito cultivadas e apreciadas no Brasil.

Ambiente: Em geral, gostam de solos férteis, bem drenados. Apreciam o sol direto e boa ventilação.

Características: Normalmente são arbustos que variam de 30 centímetros a 1,20 de altura, bem esgalhados, folhas ovadas de tamanho variado, verde-escuras e frutos que variam de forma, alguns mais picantes do que outros.

Uso medicinal: É ótima fornecedora de vitamina C, auxilia na produção de endorfina, acelera o metabolismo, combate a dor de cabeça, artrite, reumatismo, colesterol alto, auxilia no tratamento de doenças do sistema circulatório e é antioxidante.



    Foto: Evandro Carlos Ferreira dos Santos


Partes usadas: Os frutos.

Dosagem e modo de usar: Consumo diário dos frutos, de preferência in natura. Mas pode ser usado sob forma de conserva, que é a mais comum.

Observação: Deve ser usado com cautela por pessoas que tenham gastrite ou úlceras estomacais.

Ótima saúde para todos!

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Mostarda

Mostarda

Nome científico: Brassica juncea e Brassica hirta.

Sinônimos: Mostardeira.


    Foto: Daniel Carvalho Gonçalves


Ocorrência: De origem indiana, é muito cultivada em todo o Brasil.

Ambiente: Gosta de solos férteis, pouco compactos, bem drenados mas com boa umidade. Aprecia boa luminosidade e locais bem ventilados.

Características: É uma planta que pode chegar aos 90 centímetros de altura, folhas grandes, verde-brilhante, talos suculentos, flores amarelas, pequenas.

Uso medicinal: Digestiva, estimulante, anti-reumática e eficaz no combate às cãimbras.




    Foto: Evandro Carlos Ferreira dos Santos


Partes usadas: Sementes e folhas.

Dosagem e modo de usar: As folhas podem ser consumidas in natura em saladas ou usadas em cataplasmas sobre regiões reumáticas. Com as sementes pode ser feito um chá, utilizando cerca de 10 gramas de sementes secas por um litro de água. Tomar 4 ou 5 xícaras por dia.

Ótima saúde para todos!

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Agrião

Agrião

Nome científico: Sisymbrium nasturtium, Nasturtium officinale.

Sinônimos: Agrião-d'água.




    Foto: Daniel Carvalho Gonçalves


Ocorrência: É uma planta cultivada em boa parte do planeta.

Ambiente: Pode ser cultivada na beira de cursos d'água ou em solos úmidos, férteis. Aprecia boa luminosidade.

Características: Planta herbácea que emite ramos de até 60 centímetros de comprimento. Possui haste ramosa, espessa, suculenta, verde-claro a verde-avermelhado. Folhas alternas, pecioladas, compostas, imparipenadas. Flores hermafroditas, brancas, pequenas.

Uso medicinal: É um ótimo depurativo e anti-escorbútico, tônico estomacal, diurético, combate infecções nas vias urinárias e cálculos nos rins. É cicatrizante. Combate a tosse catarral e bronquite. Além disso é rica em óleo essencial, iodo, ferro, fosfato e alguns sais.




    Foto: Daniel Carvalho Gonçalves



Partes usadas: Toda a parte aérea da planta.

Dosagem e modo de usar: Pode-se fazer um chá usando-se 30 gramas de folhas frescas por um litro de água, em infusão. Tomar 4 ou 5 xícaras por dia. Pode-se fazer um xarope usando-se 250 gramas de folhas frescas, 500 gramas de açúcar, rapadura ou mel e um litro de água. Junte todos os ingredientes e bata num liquidificador. Coe e leve ao fogo. Após a fervura, retire a espuma. deixe esfriar e guarde em garrafas bem arrolhadas, na geladeira. Tomar 4 a 5 colheres de sopa por dia.

Ótima saúde para todos!

terça-feira, 7 de outubro de 2014

Boldo

Boldo

Nome científico: Boldea fragrans.

Sinônimos: Boldo-chileno e boldo-verdadeiro.


    Foto: Daniel Carvalho Gonçalves


Ocorrência: É originário do Chile e dos Andes argentinos, mas cultivada no Brasil.

Ambiente: Aprecia solos férteis e bem drenados. Luminosidade intensa e boa ventilação.

Características: É um arbusto de até 3 metros de altura, caule lenhoso, aéreo, folhas caulinares, opostas, peninervadas, ovaladas, verde-brilhante. Flores em cimeiras, de cor pálida. fruto múltiplo, de uma a cinco drupas.

Uso medicinal: Ótimo para o tratamento de doenças do fígado e vesícula. Ajudam e eliminar os cálculos da vesícula. É aperitivo, digestivo, fortifica o estômago, combate as manchas da pele.



    Foto: Evandro Carlos Ferreira dos Santos


Partes usadas: As folhas verdes.

Dosagem e modo de usar: 20 gramas de folhas maceradas por um litro de água. Tomar de 4 a 5 xícaras por dia.

Observação: Não confundir com o boldo-sete-dores.

Ótima saúde para todos!

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Pimentão

Pimentão

Nome científico: Capisicum annuum L.

Sinônimos: Pimenta-hispanicum, pimenta-dos-jardins, pimenta-do-guiné, peperone (Itália).


    Foto: Daniel Carvalho Gonçalves


Ocorrência: De origem indiana, é amplamente cultivado em todo o Brasil.

Ambiente: Gosta de solos férteis, bem drenados, locais bem ventilados, sol direto.

Características: É um arbusto semi-perene,com folhas ovadas, opostas cruzadas, verde-escuro, flor pequena, branca e fruto cordiforme com variação de cor: verde, amarelo ou vermelho.

Uso medicinal: É anti-inflamatório, fortalecedor dos músculos cardíacos, previne e trata hemorroidas, dores reumáticas. Além disso é muito nutritivo e rico em vitaminas A, C e pequenas quantidades de cálcio, fósforo, ferro e sódio.



    Foto: Evandro Carlos Ferreira dos Santos


Partes usadas: Folhas e frutos.

Dosagem e modo de usar: O fruto pode ser consumido in natura. Para dores reumáticas o suco de suas folhas pode ser usado para massagear o local afetado. Para as demais moléstias use 20 gramas de folhas por um litro de água. Tomar de 3 a 4 xácaras por dia.

Ótima saúde para todos!