expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Translate

quinta-feira, 27 de abril de 2017

Laranja-da-terra

Laranja-da-terra

Nome científico: Citrus aurantium.

Sinônimos populares: Laranja-amarga e laranja-azeda.


    Foto: Maria do Carmo Silva


Origem: Índia.

Características: É uma árvore de até 5 metros de altura, bem esgalhada, tronco cinza-escuro, liso, folhas alternadas, simples, inteiras, ovadas, verdes-brilhantes. Flores brancas, perfumadas. frutos arredondados, amarelos quando maduros.

Tipo de solo: Gosta de solos férteis, bem drenados.

Luminosidade: Sol pleno.

Uso medicinal: Sedativa, tranquilizante, antibactericida e anti-inflamatória.



    Foto: Daniel Carvalho Gonçalves


Partes usadas: Flor, casca do fruto e folhas.

Dosagem e modo de usar: 10 a 15 gramas de quaisquer das partes usadas por um litro de água, em infusão. Beber de 4 a 5 xícaras por dia. Se for adoçar, use mel, açúcar mascavo ou rapadura.

Ótima saúde para todos!

Visite também nossos outros blogs:
wwwnaturezapura123.blogspot.com
wwwespeleologiaradical.blogspot.com
wwworquideasfloresdivinas.blogspot.com
wwwpoemasesentimentos.blogspot.com
floresplantasejardins.blogspot.com
frutasepomas.blogspot.com
you tube/ Daniel Carvalho Gonçalves

sexta-feira, 21 de abril de 2017

Araruta-do-campo

Araruta-do-campo

Nome científico: Connarus suberosus.

Sinônimo popular: Cabelo-de-negro.


    Foto: Daniel Carvalho Gonçalves


Ocorrência: Brasil, nos estados de Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso do Sul.

Características: É um arbusto ou árvore de até 8 metros de altura, bastante esgalhado, folhas opostas, , inteiras, simples, ovadas, verdes-brilhantes. Frutos vermelho-amarelados, comestíveis.

Habitat: Alto cerrado, orla de matas de galeria ou matas ciliares.

Uso medicinal: A casca do tronco é reconhecida pela pesquisa científica como excelente tratamento de cardiopatias, como pós-infarto ou arritmias. A folha é ótima no tratamento de males intestinais.


    Foto: Maria do Carmo Silva


Partes usadas: Folhas e casca do tronco.

Dosagem e modo de usar: 20 gramas de casca seca por um litro de água, por decocção. Tomar de 3 a 5 xícaras por dia durante uma semana (para cardiopatias). 20 gramas de folhas secas por um litro de água, por infusão. Tomar de 3 a 5 xícaras por dia por três dias (males intestinais).

Status ecológico: Sem risco de extinção.

Ótima saúde para todos!

Veja também nossos outros blogs:
wwwnaturezapura123.blogspot.com
wwworquideasfloresdivinas.blogspot.com
wwwpoemasesentimentos.blogspot.com
wwwespeleologiaradical.blogspot.com
floresplantasejardins.blogspot.com
frutasepomar.blogspot.com
You tube / Daniel Carvalho Gonçalves

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Serralhinha

Serralhinha

Nome científico: Emilia fosbergii.

Sinônimos populares: Bela-Emília, Algodão-de-preá, falsa-serralha, pincel e pincel-de-estudante.


    Foto: Daniel Carvalho Gonçalves


Ocorrência: Em praticamente todo o Brasil.

Características: É uma erva de até 40 centímetros de altura com folhas sem um padrão específico, mas as mais comuns são serreadas, lanceoladas, verticiladas, quase em rosetas, verdes-foscas. Flores pequenas, parecidas com pincéis, lilacíneas. Quando secas as sementes são espalhadas pelo vento. São pequenas painas.

Tipo de solo: Ocorrem em todo tipo de solo, mas preferem solos férteis, bem drenados.

Luminosidade: Sol pleno.

Uso medicinal: É um excelente diurético. Útil no tratamento de amigdalites e faringites e ótimo cicatrizante externo.



    Foto: Maria do Carmo Silva


Partes usadas: Folhas frescas ou secas.

Dosagem e modo de usar: 10 gramas de folhas secas ou frescas por um litro de água, em infusão. Tomar de 3 a 5 xícaras por dia.

Ótima saúde para todos!

Visite também nossos outros blogs:
wwwnaturezapura123.blogspot.com
wwworquideasfloresdivinas.blogspot.com
wwwespeleologiaradical.blogspot.com
wwwpoemasesentimentos.blogspot.com
frutasepomar.blogspot.com
floresplantasejardins.blogspot.com
You tube / Daniel Carvalho Gonçalves