expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Translate

sexta-feira, 22 de julho de 2016

Cipó-caboclo

Cipó-caboclo

Nome científico: Davilla rugosa.

Sinônimos: Cipó-carijó.


    Foto: Daniel Carvalho Gonçalves


Ocorrência: Em quase todo o Brasil, em orlas de matas, beiras de grotas e cerrado.

Ambiente: Gosta de solos semi-ácidos, bem drenados, luminosidade entre meia-sombra e sol direto.

Características: É uma trepadeira com caule cilíndrico, marrom-acinzentado, folhas simples, ovais, que variam entre o verde-amarelado e verde-escuro, dependendo do grau de luminosidade a que é exposta, flores pequenas, amarelo-pálidas e frutos pequenos, ocos.

Uso medicinal: É empregada como emenagoga, antiespasmódica, depurativa, antifebríl, antiasmática, anti-inflamatória e menstruação difícil.



    Foto: Maria do Carmo Silva


Partes usadas: Folhas secas e caule.

Dosagem e modo de usar: 20 gramas de folhas ou 10 gramas do caule por um litro de água, em decocção. Lebre-se que as folhas devem ser colhidas verdes e secadas ao sol. Folhas colhidas secas, caídas, estão mortas e não apresentam princípios medicinais. Tomar de 4 a 5 xícaras por dia, durante uma semana.

Status ecológico: Sem risco de extinção.

Ótima saúde para todos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário